Envíanos un email a discernir@discernir.info Síguenos en Facebook Suscríbete a nuestro canal de YouTube Síguenos en Twitter Arriba
"Y enseñarán a mi pueblo a hacer diferencia entre lo santo y lo profano, y les enseñarán a discernir entre lo limpio y lo no limpio. "(Ez. 44:23)
Artículos
O Medo que Limita a Deus Leer artículo en españolLer em Português
O Medo que Limita a Deus

A soberania de Deus mal entendida causou muitos desgostos e confusão entre o povo de Deus.

O dicionário define "soberano" como: "capaz de exercer o poder de maneira extrema; que possui suprema autoridade." Nesse sentido Deus é soberano absoluto de todas as coisas.

Mas, sem dúvida Deus, em sua soberania, deu ao ser humano livre arbítrio e toda a Bíblia é prova disso. Se o homem não pudesse escolher, Adão e Eva não teriam desobedecido, Davi não teria assassinado Urias para adulterar com sua esposa Bate-Seba, Abraão não teria arriscado a vida de sua esposa por medo de Abimeleque, Pedro não teria negado a Jesus, para dar apenas alguns exemplos.

Se Deus não nos tivesse dado livre arbítrio, não teríamos pecado, porque sem lugar a dúvidas, não é o desejo de Deus que pequemos e sejamos condenadospor isso.

O fato de que possamos DECIDIR crer ou não em Jesus, não anula a soberania de Deus. Deus SOBERANAMENTE decidiu entregar Seu Filho Amado para pagar por nossos pecados. Que nós acreditemos ou não, não anula a Sua vontade soberana de nos resgatar.

Poderíamos falar muito mais sobre o livre arbítrio e a soberania de Deus, mas concentremo-nos no assunto do medo que limita a Deus.

Sabemos que o medo paralisa e às vezes é tão grande que fascina, como no caso do rato diante a serpente que o vai devorar.

Algo similar acontece também com o ser humano.

Vejamos um tipo de medo que limita a Deus.

Medo ao fracasso: se alguém diz que não teme o fracasso, ou mente, engana-se a si mesmo, ou é totalmente inconsequente.

Quem não tentou fazer algo e não deu certo?

Desde a criança pequena que no parque tenta subir num balanço e cai, até o adulto que empreende algo e perde tudo o que investiu, passando por uma pessoa que tenta enfiar um fio na agulha e não consegue porque seus olhos já não ajudam...

Ponhamos por exemplo o medo ao fracasso público, que afeta muitas pessoas. Imagine que você se apresenta às eleições e que não consegue o número de votos necessários para alcançar a meta. Ou pense na criança que tem que apresentar um trabalho na escola e esquece tudo diante de seus colegas.

O cristão é alguém que sofre constantemente o medo ao fracasso, já que tem que agir por fé. Mas sempre tem essa vozinha que lhe sussurra: "e se Deus não te respalda no que você está fazendo e você faz o ridículo perante todo mundo?".

Na Bíblia temos um exemplo que ilustra este caso. Trata-se da parábola dos talentos.

Um talento era o salário de cinco anos de uma pessoa. Um talento equivalia a 6.000 dinares, que eram 4 gramas de prata e significavam um dia de trabalho. Ou seja, que uma pessoa tinha que trabalhar 16 anos e meio (6.000 dias) para conseguir um talento. Isso quer dizer que o servo que recebeu cinco talentos, recebeu o equivalente a 82 anos de trabalho. Ou seja, a vida inteirinha.

O cristão é alguém que sofre constantemente o medo ao fracasso, já que tem que agir por fé.

Aquele que recebeu um só talento foi o que teve mais medo ao fracasso e por isso escondeu o talento debaixo da terra. Esse foi o que recebeu a repreensão e zanga do seu senhor.

Todo medo tem justificativa para as pessoas que não andam com Deus. Mas, para o filho de Deus, para aquele que verdadeiramente crê em Cristo e em Sua Palavra, para aquele que tem o Espírito Santo habitando em seu interior qualquer medo é injustificado.

A Palavra de Deus diz que "Porque Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação." (2 Timóteo 1:7)

Conhecer a Palavra de Deus é fundamental porque o Espírito Santo nos LEMBRA de seu conteúdo; traz-nos à memória aquilo que conhecemos da Palavra e nos da REVELAÇAO; revela para nós o seu significado. A Palavra de Deus é a Rocha Eterna na qual devemos construir nossa vida.

Todo medo tem justificativa para as pessoas que não andam com Deus... Mas, para o filho de Deus, qualquer medo é injustificado.

Portanto não há sentido em que um filho de Deus tenha medo de seja lá o que for. Não se trata de ser fanfarrão, porque os perigos são reais. Mas trata-se de ter a fé fundamentada na Palavra de Deus.

A possibilidade de fracassar nos assusta muitas vezes, mas deveríamos exercitar aquilo de ter a mente de Cristo e passar tudo pela Palavra de Deus. Só com fazer isso, a maior parte de nossos temores desapareceria, porque muitos dos medos que temos de "fracassar" estão ligados a o que ESTE MUNDO, que jaz no maligno, diz que é fracasso.

Consideremos um só exemplo. Se aplicarmos os princípios de "sucesso" deste mundo, baseados em constantes mentiras que o sistema corrupto nos conta, Jesus foi o maior fracasso da história.

Mas, aos olhos de Deus, Jesus é o Rei de reis, Senhor de senhores, Aquele que venceu a morte e derrotou satanás, Aquele cujo Nome é sobre todo nome e a Quem toda autoridade foi dada no céu e na terra, Quem está sentado à destra de Deus Pai, Quem julgará o mundo e cujos inimigos foram postos debaixo dos seus pés pelo Deus Altíssimo.

Pode-se ter mais sucesso?

Por que sentir medo quando vamos a uma entrevista de trabalho se sabemos que Deus é nosso Pai, que nos ama e dá o melhor e, se alguém nos rejeita nesse trabalho, Ele nos dará outro adequado a nossa capacidade e necessidade?

Por que ter medo do fracasso se contamos com a ajuda do Espírito Santo, que nos dá sabedoria para fazer as coisas com excelência?

Por que temer o fracasso conforme os critérios mundanos corruptos, se somos aprovados pelo Deus Todo Poderoso do Universo?

É fundamental considerar que nossos medos
limitam a Deus em nossas vidas.

Evidentemente Deus não tem limitações em Sua Pessoa, mas quando se trata de agir na nossa, nós podemos limitá-lo com nossos medos.

Deus tem grandes planos para cada ser humano. Lembremo-nos que o servo que recebeu cinco talentos, os multiplicou, na certeza de que seu senhor o respaldava, mas aquele que recebeu um, temendo o fracasso, perdeu tudo e foi severamente repreendido. Se não tivesse sentido medo, teria feito grandes coisas e seu senhor o teria colocado sobre coisas maiores. Mas o medo limitou aquilo que seu senhor poderia fazer através dele.

A tarefa mais impressionante jamais dada a alguém foi confiada ao ser humano: pregar à humanidade que Deus entregou Seu Filho Amado Jesus para resgatar o homem da perdição. Os anjos quiseram fazê-lo, mas não lhes foi permitido.

Infelizmente, muitas e muitas vezes, essas pessoas chamadas a uma tarefa tão impressionante, sentem medo do fracasso e não usam os talentos que receberam de seu Senhor.

Permitiremos que Deus seja limitado em nossas vidas ou nos desfaremos do medo por meio da fé e alcançaremos grandes coisas trabalhando com o Espírito Santo na tarefa mais impressionante jamais dada a um ser?

Milhões e milhões de pessoas que se dizem filhos de Deus vivem submersas no medo e não entendem que, com isso, limitam a Deus nas suas vidas.

A fé é o antídoto para o medo. Lembremos que "tudo o que não provém da fé é pecado." (Romanos 14:23)

Podemos perceber a dor que isso produz no coração de Deus quando lemos o que Jesus expressou quando disse: "Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, apedrejas os que a ti são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não o quiseste!" (Mateus 23:37)

Jesus quer alcançar todo ser humano com a redenção. Mas escolheu trabalhar conosco e não podemos permitir que o medo o limite.

"Deus não nos deu o espírito de covardia, mas de poder, de amor e de moderação" (2 Timóteo 1:7)

Recomende esta páginaLer a Política de Cookies e Privacidade


Quer receber uma cópia do e-mail? Sim Não